Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A sina, o caminho, ou simplesmente uma história. Um caminho igual a tantos outros, ou, uma história de vida, semelhante a tantas outras vidas. Uma história vivida, ou apenas fruto da minha imaginação.


14
Mai19

Longo Caminho para Casa - Quinze

por Longocaminhoparacasa

          015

Começara assim mais uma etapa. Mais um percurso de luto, de dor, e ilusão.
A ilusão do teste aprovado de quem não aprendeu a lição…
Ela seguiu o seu caminho. Desejando esquecer, não voltar a ver, a ter, a sequer encontrar ou se cruzar. Desejando acima de tudo esquecer e sobreviver para um dia poder viver.
O tempo foi passando… As flores foram crescendo, todas as mares foi sentindo, até que a neve voltou a cair.
Parece que via em cada maré, o marinheiro que a gaivota levou. Sonhava contemplando o mar, sorria quando avistava um barco que navegava lá longe no mar, sentia o coração a acenar, querendo sonhar mais.
Sonhava que num dia ensolarado e quente, em que estivesse no cais, a maré lhe trazia de volta o seu sorriso.
Viu tantas mares que lhe perdeu a conta.
Deixou de contar as gotas de chuva que limpou das janelas em que via o passado a sorrir-lhe.
Sentiu a neve fria. E nunca mais fez o boneco de neve…
Na cidade, o eléctrico corria nos carris, em que via a luz do rio reflectida na janela. Que linda capital, que linda esta cidade, de encontros e desencontros.. Seria essa a sua sorte? Esse era o seu segredo.
O seu desejo, e o seu segredo!
Em cada rosto via uma imagem. Um ramalhete de sentimentos, quando sonhava ver nuns olhos, aqueles que nunca esquecera.
O sorriso. Não apenas um sorriso, mas aquele que era capaz de acender o seu!
No ano de dois mil e dois, seguiu, até à próxima paragem….
E foi aí, naquele bendito eléctrico, nessa paragem, que fez a sua próxima paragem.
Foi apenas mais uma, de reencontros, em que ela voltou a beber da vida o sumo do sorriso em que constatou que nada se passou, que nada aprendeu.
Sentiu que nada viveu, não havia vivido. Nada! Nada que lhe pudesse ter ensinado a fórmula da protecção… Aquele olhar, aquele sorriso…

CLR

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:26


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D